ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

OS DESAFIOS DAS NORMAS DE SEGURANÇA PARA LUVAS

O ADN de um pioneiro

Antecipar as normas é uma consequência do dinamismo da nossa inovação. E da nossa capacidade em conduzir as evoluções das aplicações dos nossos clientes.

O nosso ADN, a nossa exigência, a nossa experiência, o nosso processo qualidade (ISO 9001 e ISO 14001) e a nossa implicação em vários organismos profissionais leva-nos também a construir ou antecipar as normas.

Antecipar e ir além das normas de proteção luvas

Uma norma é uma garantia indispensável mínima mas tem nomeadamente como base testes “normalizados” que nem sempre refletem a realidade das aplicações..

O cumprimento de uma norma de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) nem sempre lhe pode garantir a proteção ideal.

Por este motivo, Rostaing vai sempre mais longe no domínio das normas europeias (CE, EN 407, EN 511, EN 420, EN 388, EN 12477, EN 659…), mundiais (ISO 13997, ISO 15383…) ou específicas a algumas profissões (Asqual…), desenvolvendo muitos testes no “terreno” e investigações em laboratório para ultrapassar os limites exigidos para cada novo produto.

Fim 2016, a norma EN388 irá evoluir e integrar a ISO 13997.

Os testes da norma EN 388 :2003 permanecem globalmente idênticos e sempre válidos mas algumas componentes são especificadas ou acrescentadas e permitem comparar os desempenhos em bases idênticas entre fabricantes.

 

O QUE HÁ DE NOVO?

  • Teste ao corte mais rigoroso com a integração do teste de acordo com a ISO13997 :1999
  • Teste à abrasão mais bem definido enquadrando as características da folha de lixa usada
  • Teste ao impacto acrescentado mas facultativo conforme a norma EN 13594 :2015
  • Teste dos punhos opcional
  • Novas marcações obrigatórias nas luvas

ROSTAING sempre percursor:
47 luvas já testadas de acordo com esta nova norma
antes da sua promulgação!

ACONSELHÁ-LO PARA MELHOR ATENDER AOS SEUS DESAFIOS

Escolher a melhor luva e garantir-lhe o gesto seguro.

Diminuir os seus riscos de acidente, qualificar e escolher as luvas adequadas ao posto de trabalho ou à sua atividade, reduzir os seus custos de compra, fazer a diferença entre os materiais e as tecnologias disponíveis, ter em consideração as normas em vigor, redigir o documento único da sua sociedade etc.: os desafios são vários.

Para desenvolver as melhores soluções possíveis, acompanhamos os nossos clientes empresa através de uma abordagem de aconselhamento personalizado para cada posto de trabalho ou aplicação (Audit-Conseil-Solution ACS).

ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

PRINCÍPIO DE AVALIAÇÃO DOS NÍVEIS DE DESEMPENHO DAS NORMAS

Cada norma especifica os níveis de desempenho das luvas.

X . . . . . . . Não testado
0 . . . . . . . Nulo
1  . . . . . . . Mínimo
2 . . . . . . . Bom
3 . . . . . . . Muito bom
4 e +  . . . Excelente

ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

Por exemplo, a norma EN 388 especifica as características das luvas em função da sua resistência às agressões mecânicas.

ABRASÃO: nível 1 a 4  (avaliada em número de ciclos)
CORTE por golpe:  nível 1 à 5 (avaliado em índice)
PERFURAÇÃO: nível 1 à 4 (avaliada em Newton)
RASGO: nível 1 à 4 (avaliado em Newton)

EXIGÊNCIA MÁXIMA desta norma : 4-5-4-4

Exemple de gant ROSTAING

MASTERNBR RC

ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA
   4544

A nossa luva alcança o nível máximo possível para a norma EN388

4-5-4-4

ABRASÃO 4 sur 4
CORTE 5 sur 5
RASGO 4 sur 4
PERFURAÇÃO 4 sur 4

A nossa exigência vai mais longe propondo-lhe realizar uma auditoria ao seu posto de trabalho.

Para saber +

PRINCIPAIS NORMAS EUROPEIAS E INTERNACIONAIS USADAS PARA TESTAR E QUALIFICAR OS NOSSOS FABRICOS

Diretiva europeia
89/686/CE
Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) são classificados em 3 categorias conforme os riscos cobertos.

TIPO 1 / RISCOS MENORES
TIPO 2 / RISCOS GRAVES
TIPO 3 / RISCOS MORTAIS – LESÕES IRREVERSÍVEIS

ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

EXIGÊNCIA GERAL
LUVAS DE PROTEÇÃO
EN 420

AUSÊNCIA DE CROMO
NEUTRALIDADE DO PH
DESTREZA, CONFORTO
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

RISCOS MECÂNICOS
RESISTÊNCIA AO CORTE
EN 388

ABRASÃO
CORTE
RASGO
PERFURAÇÃO
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

RISCOS TÉRMICOS
RESISTÊNCIA AO CALOR
EN 407

REAÇÃO AO FOGO
CALOR DE CONTATO
CALOR CONVECTIVO
CALOR RADIANTE
PEQUENAS PROJ. METAL LÍQUIDO
GRANDES PROJ. METAL FUNDIDO
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

RISCOS TÉRMICOS
RESISTÊNCIA AO FRIO
EN 511

FRIO CONVECTIVO
FRIO DE CONTATO
IMPERMEÁVEL À ÁGUA
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

PRODUTOS QUÍMICOS E MICRO-ORGANISMOS
EN 374

RESISTÊNCIA QUÍMICA
RESISTÊNCIA À PENETRAÇÃO
RESISTÊNCIA À PERMEAÇÃO
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

PROTEÇÃO PARA BOMBEIROS
EN 659 (2004)

EXIGÊNCIA DE DIMENSÃO
RESISTÊNCIA AO CALOR
RETIRADA DO CALOR
DESTREZA
RESISTÊNCIA DAS COSTURAS
RETIRADA DAS LUVAS
MANUTENÇÃO DA INTEGRIDADE
PENETRAÇÃO QUÍMICA
PENETRAÇÃO DE ÁGUA
ANTECIPAR AS NORMAS DE SEGURANÇA

PROTEÇÃO PARA BOMBEIROS
Referencial ASQUAL

EN 388
ISO 15383
ISO 13997
EN 659